Submetendo um projeto

Há convites à apresentação de propostas relativas a projetos de Mobilização aos quais apenas organizações certificadas poderão candidatar-se, e convites à apresentação de propostas relativas a projetos de Reforço de Competências e de Assistência Técnica também abertas a organizações não certificadas, para participação em projetos de fortalecimento de capacidades no setor humanitário e no âmbito das normas requeridas na gestão de voluntários. São periodicamente publicados dois tipos de convite à apresentação de propostas na página oficial do EACEA

decoration ball light green one
decoration ball yellow one
decoration ball purple two

Reforço de Competências e Assistência Técnica

No contexto da iniciativa Voluntários para a Ajuda da UE, a União Europeia apoia ações para fortalecer as capacidades das organizações de envio (com sede em Estados-Membros da UE) e das organizações de acolhimento (em países não pertencentes à UE) com a finalidade de melhorar competências, de dar uma resposta local a crises humanitárias e de ter uma gestão correta de voluntários da UE. As ações de Assistência Técnica e de Reforço de Competências respondem às necessidades de fortalecimento de capacidades identificadas junto de organizações europeias e locais, de forma a estas receberem a certificação da iniciativa Voluntários para a Ajuda da UE.

Com, pelo menos, um convite por ano à apresentação de propostas, a EACEA tem fundos específicos a alocar mediante candidatura aberta a potenciais organizações de envio e de acolhimento para se fortalecerem relativamente às normas requeridas pela certificação e pela implementação de ações no setor humanitário. As referidas orientações contêm informação detalhada relativa às finalidades, critérios de elegibilidade, orçamento e prazos da candidatura. A título exemplificativo, consultar por favor https://eacea.ec.europa.eu/sites/eacea-site/files/instructions_for_completing_the_application_package_2018.pdf. Para a apresentação de candidatura, tem de ser criado um consórcio de organizações parceiras envolvidas na proposta. Cada uma das organizações tem de ter o seu próprio PIC. A parceria deve ser transnacional e incluir:

  • Pelo menos três organizações de nações diferentes (no caso de projetos de Assistência Técnica essas deverão ser Estados-Membros da UE).
  • Pelo menos duas organizações de envio de dois Estados-Membros da UE e duas organizações de acolhimento de dois países diferentes, no caso de projetos de Reforço de Competências.

A organização coordenadora tem de ter, pelo menos, três anos de experiência no setor humanitário (tal como, pelo menos, um parceiro europeu e uma organização de acolhimento no caso de projetos de Reforço de Competências) e em gestão de voluntários. Os três anos em gestão de voluntários pode ser também demonstrado por um dos parceiros de projeto.

O pacote do convite para a apresentação de projetos pode ser inteiramente descarregado do site da EACEA e é composto por:

  • Formulário de candidatura (eForm).
  • Detalhes de orçamento / Distribuição indicativa / Capacidade operacional / Capacidade financeira.
  • Declaração de honra (assinada apenas pela organização coordenadora do consórcio)
  • Mandato.

Tal como sucede com a certificação, o formulário online eForm tem de ser criado e preenchido, anexando a documentação solicitada. Todos os documentos têm de ser entregues numa língua oficial da UE compreendida por todos os membros do consórcio.

decoration ball orange two

O eForm é constituído por sete diferentes secções

Fechar

Abrir

Partes A and B

informação relativa à organização coordenadora, aos parceiros e ao seu papel no projeto

Parte C

A descrição do projeto (prazos, orçamento, sumário do projeto).

Parte D

Aspetos relativos à relevância do projeto (finalidades, avaliação de necessidades, método, problemas e procura de soluções, indicadores de género, idade e resiliência).

Parte E

Aspetos relativos à qualidade do desenho de projeto e respetiva implementação (lógica de intervenção, indicadores, plano de trabalho, conjeturas, riscos, controlo de qualidade, eficiência de custos)

Parte F

Impacto e disseminação.

Parte G

Qualidade e relevância dos acordos de parceria e cooperação.

Uma vez submetido o eForm, um número de referência automático é recebido através de uma mensagem de notificação para o endereço eletrónico registado.

decoration ball orange seven
decoration ball purple five
decoration ball green seven

Mobilização

No contexto da iniciativa Voluntários para a Ajuda da UE, a União Europeia oferece oportunidades de voluntariado no setor humanitário que permite crescimento professional e fortalecimento de capacidades, para além de contribuir para a ação solidária da UE.

 

O convite para a apresentação de propostas relativas a projetos de Mobilização permite a organizações certificadas implementarem projetos que envolvem a seleção, a formação e o envio de voluntários; permite a organizações de acolhimento recorrerem a voluntários em projetos de ajuda humanitária, bem como reforçarem a resiliência de comunidades vulneráveis atingidas por uma catástrofe.

CONVITE PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE MOBILIZAÇÃO

Pelo menos uma vez por ano, a EACEA lança convite para a apresentação de propostas relativas a projetos de Mobilização que visem incluir voluntários na ajuda humanitária prestada fora dos contextos da UE. As referidas orientações contêm informação detalhada relativa às finalidades, critérios de elegibilidade, orçamento e prazos da candidatura. https://eacea.ec.europa.eu/sites/eacea-site/files/instructions_for_completing_the_application_package_2.pdf  

Tem de ser criado um consórcio de organizações parceiras para se poder submeter uma proposta de projeto. Cada organização tem de possuir o seu próprio PIC (obtido durante o período de certificação). O projeto deve envolver apenas organizações certificadas ou aquelas que tenham solicitado certificação até à data indicada nas orientações. Para além disso, as parcerias têm de ser transnacionais e envolverem, pelo menos, duas organizações de envio de dois Estados-Membros da UE e duas organizações de acolhimento de dois países diferentes. O consórcio também pode incluir organizações associadas que contribuam para o alcance dos objetivos do projeto, sem a obrigação de enviarem diretamente voluntários

 

Apenas organizações de envio podem ser coordenadoras do consórcio no momento da submissão da proposta de projeto. O pacote do convite para a apresentação de propostas pode ser inteiramente descarregado do site da EACEA e é composto por:

  • Formulário de candidatura (eForm)
  • Detalhes de orçamento / Distribuição indicativa / Capacidade operacional / Capacidade financeira
  • Declaração de honra (assinada apenas pela organização coordenadora do consórcio)
  • Mandato

Todos os documentos têm de ser entregues numa língua oficial da UE compreendida por todos os membros do consórcio. Os voluntários só podem ser enviados para países terceiros presentes na lista de orientação elaborada e publicada pela EACEA antes de cada convite para apresentação de propostas, e em países onde não esteja em curso um confito armado. Uma das atividades elegíveis no seio dos projetos de Mobilização é um período de estágio para voluntários juniores nos escritórios das organizações de envio.

 

Dentro das atividades financiadas encontram-se: projetos para a seleção, preparação e, se pertinente, envio de voluntários para países terceiros; ações para fortalecer as capacidades das organizações de forma a maximizar sinergias e complementariedade entre todas as operações financiadas pela União Europeia; atividades promotoras e divulgadoras dos princípios da União Europeia; outras oportunidades de formação.

decoration ball green six
decoration ball orange six
decoration ball purple four

Criando Parcerias

A iniciativa Voluntários para a Ajuda da UE providencia o financiamento de projetos de Mobilização, Reforço de Competências e Assistência Técnica somente para consórcios de organizações de envio e de acolhimento, com o propósito de fortalecimento das competências e capacidades das organizações envolvidas e para garantir o alcance efetivo das atividades de projeto propostas

A elegibilidade das organizações no âmbito de um consórcio depende de o projeto ser submetido.

As organizações que podem integrar projetos de Mobilização são:

  • Organizações de envio e de acolhimento certificadas
  • Organizações de envio e de acolhimento que solicitaram certificação antes da data limite do projeto de Mobilização (não obstante a seleção para o projeto estar sujeita a um resultado positivo do processo de certificação)
  • Outras organizações especializadas numa área relevante para as finalidades e/ou ações do projeto, contribuindo com as suas competências específicas
  • Organizações associadas (estas podem não estar ligadas à Comisão Europeia)
Já no caso de projetos de Assistência Técnica e de Reforço de Competências, para além dos parceiros acima listados, podem também fazer parte organizações que desejem completar o processo de certificação.   Se uma organização estiver à procura de parceiro para formar um consórcio, poderá consultar a lista das organizações de envio e de acolhimento já certificadas no site das EACEA. De facto, uma vez atribuída a certificação, a organização certificada passa a integrar uma base de dados publicada no site da EACEA, o que permite aos seus utilizadores conhecerem membros bem-sucedidos e formarem parcerias levando em consideração os requisitos e o princípio estabelecido pela Norma 6.

+ 145

Já certificadas 2017

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Descubra os nossos parceiros